NOTÍCIA VOLTAR

12 março 2019

 

Entre os dias 18 de fevereiro e 08 de março, o Steet realizou assembleia nas maiores localidades do estado, para discutir com os trabalhadores a pauta de reivindicações para renovação das cláusulas econômicas do Acordo Coletivo de Trabalho.

 

O ACT tem vigência de dois anos (2018/2020), sendo discutido neste ano apenas as cláusulas econômicas, onde buscamos a reposição da inflação e aumento real para o piso salarial e demais cláusulas econômicas.

 

Foi abordado ainda na assembleia, outros assuntos considerados importantes para os trabalhadores, como:  segurança do trabalho, contribuição sindical, PLR 2018, banco de horas, reforma da previdência e postagens em redes sociais.

 

Acordo Coletivo de Trabalho – ACT

As cláusulas econômicas do ACT têm vigência até o dia 30 de abril, assim foi discutida com os trabalhadores a pauta a ser apresentada à direção da Energisa com objetivo de renová-las.

 

Após a finalização da assembleia, foi aprovada a proposta dos trabalhadores, conforme abaixo:

 

      1)    Piso Salarial: piso salarial de 1.219,73 (um mil duzentos e dezenove reais e setenta e três centavos), aplicação integral do INPC/IBGE, e ainda 2% a título de ganho real;

 

      2)    Reajuste salarial: aplicação integral do INPC/IBGE, e ainda 2% a título de ganho real;

 

      3)    Dupla Função: R$187,88, aplicação integral do INPC/IBGE, e ainda 2% a título de ganho real;

 

      4)    Ticket Alimentação/Ticket Natalício: reajuste de 10%, passando para R$ 986,70

 

      5)    Auxílio Medicamentos: aplicação integral do INPC/IBGE, e ainda 2% a título de ganho real;

 

      6)    Auxílio Creche: aplicação integral do INPC/IBGE, e ainda 2% a título de ganho real;

 

      7)    Auxílio Filho Excepcional: aplicação integral do INPC/IBGE, e ainda 2% a título de ganho real;

 

      8)    Gratificação de férias: 100% para salários de até R$ 3.082,87;

 

      9)    Seguro de vida.

 

A direção do Steet dará início a negociação com os representantes da Energisa nos próximos dias. Os trabalhadores serão informados por boletim e deverão estar atentos com o andamento das negociações O Steet reforça mais uma vez que somente com a participação efetiva de todos os trabalhadores será possível alcançarmos os objetivos almejados.

 

Contribuição sindical e reformas

Em todas as ocasiões possíveis, a direção do Steet ressalta sobre o momento que vivemos em nosso país de constantes ataques ao direito do trabalhador. Sempre foi destacado pela direção, as diversas promessas indigestas para muitos dos direitos garantidos pela Constituição Federal e pela CLT, além do pedido constante para  que o trabalhador, mais do que nunca, fortaleça seu sindicato e seja participativo na luta que empreendemos.

 

O atual governo, em tentativa de enfraquecer ainda mais o movimento sindical, fez uma manobra que dificulta a contribuição sindical e, portanto, a sobrevivência dos sindicatos, já que é a contribuição dos trabalhadores que permite que possamos continuar firmes e fortes. Todos tem acompanhado a luta constante deste sindicato por melhores salários, melhores condições de trabalho e uma vida social mais digna.  

 

Está em curso o processo no Congresso Nacional para aprovação da reforma da previdência, que impactará todas as trabalhadoras e trabalhadores diretamente com o desmonte da previdência o que dificultará ou impossibilitará os brasileiros de se aposentarem. Além disso, há a proposta da “carteira de trabalho verde e amarela” que aprofundará ainda mais a reforma trabalhista do governo anterior e a retirada de direitos.

 

Contra tudo isso os sindicatos, as federações e as centrais sindicais estão se mobilizando, lutando para que não seja aprovado e o trabalhador não perca seus direitos. Nesses tempos obscuros pedimos que estejamos todos juntos. A luta é por todos!

 

 

JUNTOS SOMOS UM SINDICATO MAIS FORTE!