NOTÍCIA VOLTAR

23 setembro 2015

A Energisa teve em agosto receita operacional líquida consolidada de R$ 750,9 milhões. No mesmo período do ano passado, foram registrados R$ 751,9 milhões. A empresa divulgou nesta terça-feira, 22 de setembro, que as vendas consolidadas em agosto para os consumidores cativos e transporte de energia aos consumidores livres localizados nas áreas de concessão caíram 1,3% em relação a agosto de 2014, totalizando 2.337,3 GWh. Deste total, 2.029,8 GWh foram vendidos no mercado cativo, que reduziu, 0,7%, e 307,5 GWh foram transportados para consumidores livres, uma redução de 5%. Já as vendas de energia da subsidiária de comercialização no Ambiente de Contratação Livre somaram 184,6 GWh, redução de 9,5%. Já a energia total comercializada pelo grupo no mês de agosto foi de 2.583,2 GWh, recuando 5,1% em relação a igual mês do ano passado.

 

Nos oito meses do ano, a receita operacional líquida consolidada do Grupo Energisa, deduzida das receitas de construção, totalizou R$ 6,260 bilhões, subindo 49,8% na comparação com o mesmo período de 2014. A energia total comercializada até agosto somou 21.439,2 GWh, que mostra um avanço de 34,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. A expressiva subida vem fundamentalmente da base comparativa de 2014, que inclui apenas as vendas de energia das empresas adquiridas do Grupo Rede a partir de 11 de abril de 2014.


Dentre essas distribuidoras adquiridas, a Energisa Mato Grosso se destaca, com receita líquida de R$ 1,881 bilhão, crescendo 17,1%. A Energisa Mato Grosso do Sul vem em seguida, com receita líquida de R$1,050 bilhão, que cresceu 10,6%. Das antigas distribuidoras, a Energisa Paraíba é a que melhor se posiciona, com receita líquida de R$ 767,8 milhões no período de janeiro a agosto. 

 

Fonte: CanalEnergia