NOTÍCIA VOLTAR

19 maio 2015

A discussão sobre o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 30/2015, que regulamenta e expande a terceirização no país, será aberta ao público. Os interessados poderão acompanhar a sessão temática, marcada para hoje às 11h, por um telão instalado no Auditório Petrônio Portella, com capacidade de cerca de 500 pessoas. Foram convidados para o debate o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, o procurador do Ministério Público do Trabalho Helder Santos Amorim e o professor do Departamento de Economia da Universidade de São Paulo (USP) Hélio Zylberstajn, doutor em relações industriais e especialista em economia do trabalho.

 

Além deles, devem participar representantes de entidades patronais, como os presidentes da Confederação Nacional do Transporte, Clésio Andrade, e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e o vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Paulo Tigre. Os trabalhadores serão representados pelos presidentes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, e da Força Sindical, Miguel Torres.

 

Convocada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, a sessão temática deve esclarecer os principais pontos do projeto (PL 4.330/2004 na Câmara) do ex-deputado Sandro Mabel. A regulamentação da terceirização deve alcançar apenas os trabalhadores que já são terceirizados, disse Renan durante audiência interativa da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), na quinta-feira.

 

Fonte: Jornal do Senado